glossário

Índice

Termos

O nome remete a um “vinho de cevada”, literalmente. Segundo relatos , o estilo existia provavelmente desde a Grécia Antiga, mas com características diferentes das atuais.

Em geral, as cervejarias reservam as cervejas com teor alcoólico mais forte e as que ficaram com um maior tempo de guarda para serem comercializadas como Barley Wines. “A primeira cerveja comercializada como Barley Wine foi a Bass No. 1 Ale, em. 1870” (wikipedia).

O estilo se propagou de fato pela Inglaterra, e as feitas por lá tem um grau elevado de dulçor, notas que remetem a vinho do porto, castanhas, um álcool bem inserido, corpo médio-alto. Já as americanas vão, como de praxe, primar por graus de amargor mais elevados, mas sem perder estas características.

A gama de variação costuma ser bastante grande, tanto em cor, aroma e sabor. É uma cerveja que pode ser guardada por anos, muitas são envelhecidas em tonéis de madeiras diversas, conferindo ainda mais complexidade a esta cerveja. Em geral uma excelente cerveja para ser tomada no inverno, pelo grau alcoólico elevado, pelo corpo denso e pela complexidade. Não é uma cerveja que deva ser tomada muito gelada, podendo ser tomada entre 8º ou até 15º.

Cervejas associadas